quinta-feira, 5 de junho de 2008

O que significa a palavra "ímpio"?

Nós muitas vezes nos deparamos com esta palavra em inúmeros textos bíblicos. Seguem alguns exemplos:

Êxodo 23:7
Guarda-te de acusares falsamente, e não matarás o inocente e justo; porque não justificarei o ímpio.

Jó 9:22
Tudo é o mesmo, portanto digo: Ele destrói o reto e o ímpio.

Mas o que significa a palavra "ímpio"? Segundo o dicionário Aurélio, segue a definição:

do Latim impiu adj. e s. m., que ou o que não tem religião; ateu; sem piedade; desumano; cruel.

Portanto, em vários versículos da Bíblia, a palavra "ímpio" pode assumir qualquer um dos significados acima. Porém, qualquer um dos significados acima é forte, incisivo.

Eu resolvi escrever sobre este tema porque fiquei curioso pelo seguinte: Eu, particularmente, já vi muitas vezes cristãos referindo-se a não-cristãos fazendo uso da palavra "ímpio". Então será que é correto nos referirmos às pessoas que não crêem em Deus desta maneira?

A princípio, se alguém é ateu (não crê em nada), então ele pode ser definido como ímpio. Se ele crê em algo, mesmo que não seja em Deus, não pode ser mais classificado de ateu. Mas a razão de minha pergunta é porque em TODOS (eu disse TODOS) os contextos que eu ouvi até hoje de cristãos chamando não-cristãos de "ímpios", isto sempre acontece no sentido de discriminação.

E quando discriminamos alguém, estamos nos achando melhor que este alguém. Uma vez, alguém muito querido me contou a seguinte história:

"Eu deixei meu carro estacionado na rua. E atrás do meu carro, estava o de outro irmão, e atrás dele o carro de um ímpio - referindo-se a alguém que esta pessoa mal conhecia - O ladrão arrombou o carro do ímpio, não o meu. Glória a Deus."

Fiquei muito triste. E se nos colocarmos no lugar da pessoa supostamente ímpia ouvindo isto? Sem contar as vezes que eu ouço a discriminação abertamente dita por pastores e membros de igrejas no púlpito, nas emissoras de rádio etc. Esta palavra ficou tão impregnada no vocabulário do cristão que passou a ter um sentido pejorativo, de depreciação ao se referir a outra pessoa.

Será que, pelo fato da palavra "ímpio" aparecer em vários textos bíblicos, isto abriria precedentes para usarmos esta palavra abertamente para nos referirmos a não-cristãos? Como podemos crer num Deus que não faz acepção de pessoas sendo que nós mesmos fazemos esta acepção cada vez mais frequentemente?

É sobre isto que quero chamar a atenção nesta mensagem. Vou citar um exemplo prático:

Vamos supor que exista uma pessoa que é boa de coração, ajuda aos pobres e respeita aos outros de maneira nobre. Porém, ela não crê em Jesus, mas crê por exemplo, no buda. Esta pessoa pode ser chamada de ímpia?

Vamos analisar a situação: Esta pessoa é cruel? Não. Esta pessoa é desumana? Não. Esta pessoa é atéia? Não, porque ela crê no buda. Posso então chamar esta pessoa de ímpia? Não posso.

Se você observar mais atentamente todos os versículos da Bíblia, você verá que Deus jamais usa esta palavra sem necessidade ou em sentido discriminatório. Ou Deus se referiu a pesssoas que eram cruéis ou a pessoas que realmente não acreditavam em nada. Mas o que infelizmente vivo vendo nas igrejas são irmãos usando a palavra "ímpio", muitas vezes sem entender o que ela realmente significa e mais: ainda usam esta palavra como o antônimo (oposto) de "justo".

A palavra "justo" tem a ver com "fazer justiça", "justificação", "ser íntegro", "ser imparcial" e somente será o oposto de "ímpio" se comparado ao significado "cruel".

Então, vemos que é possível que uma pessoa possa ser justa, porém ser ímpia ao mesmo tempo. Ou seja, a pessoa pode ser imparcial, mas não ter fé em nada, não ter religião. A grande confusão ocorre ao se ler Gênesis 18:23:

E chegando-se Abraão, disse: Destruirás também o justo com o ímpio?

O que quero passar a vocês irmãos, é a responsabilidade de ser cristão, para não usar esta palavra para discriminar as pessoas. Não foi isto que Jesus nos disse para fazer. Ele nos diz para amarmos a todas as pessoas, mesmo que elas sejam ímpias. Nós, como luz do mundo e sal da terra, temos que dar o exemplo, e isto inclui exemplo de respeito aos outros também.

Se estamos discriminando alguém, estamos violando o que Jesus disse em Mateus 19:19:

Honra a teu pai e a tua mãe; e amarás o teu próximo como a ti mesmo.

A Paz do Senhor a todos.

por Marcelo Benedeti Palermo

Fonte

10 comentários:

Igreja Batista Nova Vida de Sobradinho disse...

Este post foi copiado e publicado na íntegra em nosso blog.
Nós cristãos precisamos aprender a amar mais e melhor e eliminarmos qualquer espírito de pré-julgamento de nosso viver.
Ao único Juiz, todo glória e poder...
A paz de Cristo.
Matheus

p.s: Visite meu blog pessoal, pois creio que vai gostar do tema central.
http://minhafamiliaamada.blogspot.com

Acho que seu blog já está linkado lá.
Deus a abençoe.

Marco Antonio disse...

voce é uma mulher dedicada a obra de Deus, é uma verdadeira filha de Deus. Não sou um evangélico filiado a nenhuma igreja estudo a biblia acredito em Jesus, em nosso Pai Deus, e tenho só que agradecer a ele tudo de bom que me presenteou na vida, nada de mal aconteceu comigo nem minha família, nem meus amigos, e me proporcionou conhecer pessoas que me enriqueceram o meu modo de viver, e você VANIA, com esse texto sobre o ímpio me faz crer mais uma vez que DEUS EXISTE nos presenteando uma pessoa tão linda de espírito de DEUS e esclarecida sobre a verdade no Evangelho, me orgulho em Deus nos ter presenteado uma existência tão edificante na palavra biblica que é voce VÂNIA. Pessoas como voce que fazem o equilíbrio e a credibilidade no mundo evangélico. A paz de Deus contigo.Marco Antônio.

Pr. Francisco Lima disse...

Olá, li e achei interessante sua visão, no entanto, parece que você está equivocada com relação ao sentido Bíblico de "ímpio", primewiro porque se você ler mais atentamente de capa a capa, a Bíblia vai mostrar que ímpio é qualuqer pessoa (ainda que creia em baal, astarote, etc) que se opõe a Deus, ou aos seus servos (salmos do início ao fim); segundo que a definição em português desconsidera os aspectos teológicos do termo. No novo Testamento a inúmeras referencias a ímpios (judeus, religiosos, até com pinta de bondosos), etc.
Leia as cartas de Pedro e verá constantemente analogias com AT... Um abraço
Francisco

Ronaldo Macedo disse...

Concordo com o que o Pr Francisco escreveu e parte do que foi escrito pela irmã.
Mas, os piores ímpios estão dentro dos templos, pregando heresias apesar de serem conhecedores da Palavra.
Esquecendo os atributos do Pastor tão bem relatados em 1ª Pedro e usando da torpe ganância em detrimento das ovelhas, do seu rebanho.
Para mim, os ímpios são os pastores que pregam outro Evangelho que não seja o de Cristo.
A Paz do Senhor
Ronaldo Macedo

IEADPAM disse...

http://ieadpam.blogspot.com/

Andréa disse...

Cara Irmã Vânia, concordo com o fato que não devemos discriminar ninguém.
Agora quanto a palavra "ímpio" que aparece na bíblia, há duas versões; uma é realmente "ímpio com acento no I ; e a outra é impio sem acento.
Logo temos:Ímpio (com acento) significa anti-religioso, herege, incrédulo, descrente, contrário à fé. Já impio (sem acento) quer dizer sem piedade, cruel, desumano. Exemplos: vida impia, chefe impio, destino impio etc.

A origem é o Latim, mas se em versões bíblicas antigas existem duas formas de se escrever, isto significa que também existia na língua original ("Grego ou Hebraico"). Infelismente as bíblias atualizadas não fazem esta diferenciação.

Pesquisarei mais, e quanto tiver uma resposta mais embasada lhe escrevo.
Andréa Cruz

Anônimo disse...

Adorados amigos.

Necessário se faz reconhecer a mensagem do escritor, que busca com suas escritas nos trazer os ensinamentos elementares do Evangelho.

Independentemente do significado da palavra, deve o intérprete se ater nos que o escritor quis fazer referência.
Ímpio ou impio pouco importa quando devemos ter em mente a proibição evangélica da discriminação.

Assim, quando nos valermos das palavras, nas orações, ou nas escritas, quando quisermos nos expressar, vale a intenção singela de não ultrapassarmos os limites do bom senso e, nem buscar por esse meios, uma forma de fazer-nos entender melhores que os outros.

Anônimo disse...

parabens vania, que texto rico! existem muitos religiosos precisando conhecer este texto para aprenderem o que é o evangelho. pois nao tenho religiao nemhuma e nem por isso sou um impio. antes tenho jesus comigo e creio so nele.deus te abeçoe e que voce continue com essa fé. um abraço. waldir.

Célio Nogueira disse...

Ótimo texto, muito esclarecedor... entendo que os religiosos são os que mais usam da impiedade quando a opinião, ou a crítica são diferente das deles; tratam sem piedade nas palavras e nas ações TODOS que falham, se desviam do caminho, etc. Excluem de seus rol de membros, pra depois dizerem que se tornaram Ímpios. Impiedade é não seguir a verdade em amor!

josé augusto disse...

a paz do senhor amados tive lendo todos os comentarios e vejo que ha muitas discordancias não sou tão entendido para disser quem tem a verdadeira razão até mesmo por que para mim pela razão se fere machuca as pessoas e até tiram a vida pela razão, mas de uma coisa eu cuido muito e preso que é o meu carater cristão poriço vos digo cuide cada um para que suas palavras não venhão ser pior que seu silencio a muitos cristões religiosos mas a religião aprisiona o homem mas jesus liberta e tenho visto muitos pastores pregadores e muitos outros que se encaicham no artigo que a irmã publicou neste blog não pelo termo impio ou ímpio mas pela forma que usam a palavra direcionando a pessoas que muitas das veze tem um carater cristão muito mas elevado do que muitos lideres de igrejas que vive uma religião, religião não salva niguem mas sim viver oque jesus nos ensinou enquanto esteve aqui na terra...muito bom o artigo irmã .josé augusto lima